É estrategicamente viável se especializar em mais de uma área do direito?

Tempo de leitura: 3 minutos

Uma dúvida frequente para quem ingressa na advocacia, sobretudo para os recém-formados, é se estrategicamente é viável possuir especialização em mais de uma área do Direito.

Essa pergunta tem muito a ver com a autoridade que você quer transmitir para o seu público alvo e sobre este assunto vale lembrar que a autoridade está na cabeça do nosso interlocutor, não na nossa.

Por isso, caso haja atuação em outras áreas, é importante se atentar ao fato de que a área de atuação que você pretende se especializar deve ter algum tipo de conexão com aquela que você já atua.

Se você vai prestar este novo serviço para o mesmo público, ou seja, o mesmo nicho de atuação com qual o seu escritório já é identificado, melhor ainda, porque nesse grupo está quem já é cliente e quem passará a ser cliente.

Você proporcionará dali em diante, a partir desta nova especialidade, um portfólio de serviços muito mais vasto, mais completo. Isso gera no seu cliente a imagem de autoridade, de segurança. Seu cliente continuará te vendo como referência na advocacia e sua autoridade será mantida, pois existe relação entre as áreas de especialização.

Pensando nisso, separei algumas áreas do Direito que tem grande relação para você se inspirar no momento de escolher uma segunda especialização.

Áreas do direito que possuem relação entre si

Famílias e Sucessões: pode ser que você faça um divórcio, depois, mais adiante, precisa fazer um inventário da mesma família. Existe uma conexão muito evidente entre as duas áreas, inclusive as varas de Família e Sucessões geralmente são as mesmas em algumas comarcas.

Tributário e Societário: quando você faz uma alteração societária em uma empresa é necessário ter todo o contexto tributário também somado a essa assessoria, pois existem reflexos que vão refletir no bolso dos empresários.

Contratual e Imobiliário: não adianta você dominar o direito imobiliário sem conhecer as regras gerais dos contratos, isso sem contar que não só na área imobiliária você vai poder atuar tendo essa especialização, mas também com todo tipo de contrato que seus clientes precisarem.

Direito Registral e Mobiliário: também tem uma conexão muito evidente, pois todo imóvel é registrado em um ofício que deve respeitar algumas regras, não só leis. Existem regulamentos muito específicos. Ser especialista nessa área também é um diferencial, pois, caso contrário, você vai fazer o contrato de um imóvel e a parte registral ficará a encargo de outro advogado.

Civil e Consumidor: quando você tem questões civilistas, até mais genéricas, você também atende esse público com a sua extensão periférica que é o direito do consumidor. Existe a questão da responsabilidade civil objetiva expressa no código de defesa do consumidor, mas isso tudo nasce lá no código civil, no regramento geral de direito civil. Atuar para esses dois públicos também não dissipará a sua autoridade.

Trabalhista e Previdenciário: todo acordo trabalhista envolve verbas previdenciárias, bem como quando esse trabalhador quiser se aposentar ou quando o cliente de aposentadoria for em busca de uma demanda trabalhista querendo ajuizar, se defender de uma demanda trabalhista.

Empresarial e Compliance: no direito empresarial o advogado passa a ser um setor da empresa, o setor jurídico da empresa, mesmo que terceirizado. O compliance officer atua fiscalizando a atuação também do setor jurídico. Então é importante haver uma distinção clara dentro do escritório de quem faz o compliance e quem faz a parte empresarial em todas as suas nuances. Dessa forma você também não dissipará sua autoridade e proporcionará um serviço diferenciado para um cliente que já espera inovação na área empresarial.

Você pode conferir outras dicas do Fernando Ricciardi sobre “Como defender seu preço na advocacia” e “Marketing Jurídico”.

Este conteúdo também está disponível no nosso canal no YouTube.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *