Por que acompanhar suas publicações manualmente não é uma boa ideia?

Tempo de leitura: 3 minutos

Um relatório divulgado pelo Justiça em Números, do CNJ, informou que em 2018 havia em torno de 80 milhões de processos em trâmite no judiciário brasileiro. Além disso, ainda informava que para zerar toda essa quantidade de processos levariam dois anos, mas com um detalhe, se não entrasse mais nenhuma ação judicial.

Agora, imagine você, com uma quantidade grande de movimentações para monitorar, é praticamente impossível fazer isso sem o auxílio de uma ferramenta. Acompanhar suas publicações manualmente, pode ter como consequência a perda de informações importantes, como prazos, por exemplo.  

O uso da tecnologia está cada vez mais presente nos escritórios e departamentos jurídicos, com isso, utilizar softwares que otimizam a rotina dos advogados já é uma realidade em muitos locais. Eles garantem a eficiência, sem desperdiçar tempo e dinheiro.

É viável acompanhar suas publicações manualmente?

Acompanhar suas publicações manualmente pode parecer uma tarefa simples. Mas pense na sua realidade: quantos processos você possui hoje? Se é acima de 15, imagine ter que entrar todos os dias no site dos tribunais, baixar o diário e fazer todas as buscas manualmente, procurar um a um e incluir a variação do termo de busca.

O que parecia ser fácil, acaba tendo implicações importantes. Essa atividade acaba sendo repetitiva, exigindo uma grande atenção na execução e muito tempo para ser cumprida. Outro ponto a se considerar é o controle e arquivamento dessas informações.

Geralmente uma alternativa é acompanhar o andamento em planilhas, que podem ser salvas direto no computador ou na nuvem. Colocar no arquivo digital a movimentação dos processos pode facilitar a atividade de monitorá-los, mas tenha em mente que precisará designar uma pessoa para fazer essa função, desde que sejam poucos processos, é claro.

Nossa rotina é praticamente cronometrada, perder tempo e dinheiro acabam não sendo uma opção. Aprimorar a gestão do tempo do advogado, com técnicas que melhorem sua atuação, ajudará inclusive para acompanhar os processos.

Aumentar a produtividade e foco nas informações certas

Parece loucura destinar um colaborador para acompanhar suas publicações manualmente, certo? Pense no quanto essa pessoa poderia contribuir em outra atividade e conseguiria melhor se desenvolver profissionalmente.

Como é uma atividade repetitiva, a pessoa que fará essa tarefa, logo pegará o jeito e entrará no automático, mas não é uma coisa boa. Acompanhar a movimentação dos processos requer muita atenção, pois deixar passar uma informação pode implicar em consequências decisivas para o caso.  

A tecnologia se tornou quase uma extensão do corpo humano, é muito difícil você sair de casa sem levar o celular. No meio jurídico, essa realidade já faz parte. O uso de software está inserido em muitos escritórios e departamento jurídicos, com a função de otimizar o trabalho e a rotina da empresa.

Ao utilizar um software jurídico, você verá que possui muitos benefícios. Concentrar todas as publicações em um só lugar, facilita a visualização das informações, além de receber alertas de quando há uma nova publicação, sem ter necessidade de entrar todos os dias nos sites dos tribunais.

Se você ainda tem dúvidas se realmente um software jurídico facilita a atuação do seu escritório, aproveite para testar gratuitamente clicando aqui.

É um entusiasta de Direito e tecnologia? Não deixe de se inscrever em nossa newsletter e receber o melhor do conteúdo jurídico.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *